Recomendações de Segurança para o relatório: A-025/CENIPA/2008 / PPFII

Dados da Ocorrência
15/06/2007
16:30:00 UTC
ITÁPOLIS - SP
SUBSTANCIAL
PPFII - PLANADOR
INDÚSTRIA PARANAENSE DE ESTRUTURAS
IPE-02B
ACIDENTE

Histórico da Ocorrência

A TRIPULAÇÃO, COMPOSTA DE INSTRUTOR E ALUNO, DECOLOU NO COMANDO DE UM PLANADOR BIPLACE, TIPO IPE-02, DENOMINADO NHAPECAN KW-02, MATRÍCULA PP-FII, REGISTRADO NA CATEGORIA INSTRUÇÃO PRIVADA (PRI), POR VOLTA DAS 16H 30MIN, UTILIZANDO A PISTA 01 DO AERÓDROMO MUNICIPAL DE ITÁPOLIS (SDIO), REBOCADA POR UMA AERONAVE TIPO P-56B, DE MATRÍCULA PP-GZX, COM A FINALIDADE DE REALIZAR UM VÔO LOCAL DE INSTRUÇÃO, CONCERNENTE AO CURSO DE FORMAÇÃO DE PILOTO DE PLANADOR. APÓS A DECOLAGEM, O REBOCADOR INICIOU UMA CURVA SUAVE À DIREITA, MANTENDO A RETA POR ALGUNS INSTANTES, QUANDO INICIOU CURVA À ESQUERDA PARA POSICIONAR-SE, DURANTE A SUBIDA, NA PERNA DO VENTO DA PISTA 01. AO ATINGIR 400 PÉS DE ALTURA, O PLANADOR DESLIGOU-SE DO REBOCADOR, INICIANDO UMA CURVA DESCENDENTE À ESQUERDA EM FORMA DE ESPIRAL, VINDO A COLIDIR BRUSCAMENTE COM O SOLO. EM DECORRÊNCIA, O INSTRUTOR E O ALUNO FALECERAM E A AERONAVE SOFREU DANOS GRAVES.

FATORES CONTRIBUINTES

FATOR NÍVEL CONTRIBUIÇÃO
APLICAÇÃO DE COMANDOS INDETERMINADO
COORDENAÇÃO DE CABINE INDETERMINADO
INSTRUÇÃO CONTRIBUIU
JULGAMENTO DE PILOTAGEM INDETERMINADO
PLANEJAMENTO GERENCIAL INDETERMINADO
POUCA EXPERIÊNCIA DO PILOTO CONTRIBUIU
SUPERVISÃO GERENCIAL CONTRIBUIU
OUTRO FATOR CONTRIBUIU

RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA

NÚMERO RS DATA RECOMENDAÇÃO(ÕES) DESTINATÁRIO
231/D/08 30/12/2008 Divulgar amplamente os ensinamentos contidos nesta investigação, para todos os Aeroclubes e Escolas de Aviação, como forma de prevenção e alerta. SEXTO SERVIÇO REGIONAL DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS
231/D/08 30/12/2008 Divulgar amplamente os ensinamentos contidos nesta investigação, para todos os Aeroclubes e Escolas de Aviação, como forma de prevenção e alerta. SEGUNDO SERVIÇO REGIONAL DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS
231/D/08 30/12/2008 Divulgar amplamente os ensinamentos contidos nesta investigação, para todos os Aeroclubes e Escolas de Aviação, como forma de prevenção e alerta. QUINTO SERVIÇO REGIONAL DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS
231/D/08 30/12/2008 Divulgar amplamente os ensinamentos contidos nesta investigação, para todos os Aeroclubes e Escolas de Aviação, como forma de prevenção e alerta. SÉTIMO SERVIÇO REGIONAL DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS
231/D/08 30/12/2008 Divulgar amplamente os ensinamentos contidos nesta investigação, para todos os Aeroclubes e Escolas de Aviação, como forma de prevenção e alerta. TERCEIRO SERVIÇO REGIONAL DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS
229/D/08 30/12/2008 1. Aprimorar o processo de fiscalização das entidades homologadas para a realização de instrução de vôo, sejam aerodesportivas ou centros de formação e treinamento, quanto aos processos de planejamento, aplicação e acompanhamento da instrução. Da mesma forma, a composição da estrutura física, as condições operacionais requeridas do acervo de aeronaves e a formação do corpo de instrutores, deverão também ser aprimoradas e constantemente fiscalizadas, assegurando um padrão elevado de desempenho na formação de pilotos e do processo de instrução. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL
231/D/08 30/12/2008 Divulgar amplamente os ensinamentos contidos nesta investigação, para todos os Aeroclubes e Escolas de Aviação, como forma de prevenção e alerta. PRIMEIRO SERVIÇO REGIONAL DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS
230/D/08 30/12/2008 2. Efetuar uma revisão dos assuntos concernentes à instrução de vôo, notadamente dos critérios para homologação e operação, descritos no RBHA 61, de forma a estabelecer níveis e requisitos de segurança mais elevados para as atividades de instrução aérea, sejam elas realizadas em qualquer nível, tipo de equipamento e entidade homologada. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL
231/D/08 30/12/2008 Divulgar amplamente os ensinamentos contidos nesta investigação, para todos os Aeroclubes e Escolas de Aviação, como forma de prevenção e alerta. QUARTO SERVIÇO REGIONAL DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS