Recomendações de Segurança para o relatório: A-042/CENIPA/2009 / PTREX

Dados da Ocorrência
26/07/2007
09:57:00 UTC
RIO LARGO - AL
DESTRUÍDA
PTREX - AVIÃO
EMBRAER
EMB-810C
ACIDENTE

Histórico da Ocorrência

A AERONAVE DECOLOU DO AERÓDROMO DE RECIFE (SBRF), ÀS 06:07HS LOCAL, COM DESTINO AO AERÓDROMO DE MACEIÓ (SBMO), NUM VÔO ROTINEIRO DE ENTREGA DE MALOTES. NO HORÁRIO DA DECOLAGEM, O AERÓDROMO DE MACEIÓ ENCONTRAVA-SE ABAIXO DOS MÍNIMOS IFR, DEVIDO A UM NEVOEIRO. APESAR DAS CONDIÇÕES DO DESTINO, O PILOTO DECIDIU PROSSEGUIR ATÉ A LOCALIDADE E TENTAR REALIZAR O PROCEDIMENTO DE APROXIMAÇÃO ILS. DURANTE A APROXIMAÇÃO FINAL, O PILOTO INFORMOU AO CONTROLE MACEIÓ QUE IRIA PROSSEGUIR POR CONTA E RISCO E, CASO NÃO CONSEGUISSE O CONTATO VISUAL COM A PISTA, ARREMETERIA NA ALTITUDE MÍNIMA DE DESCIDA (MDA). MINUTOS DEPOIS, A AERONAVE COLIDIU CONTRA UM FIO DE ALTA TENSÃO SITUADO A 4 KM DA CABECEIRA, EM TORNO DE 600 PÉS ABAIXO DA RAMPA DE APROXIMAÇÃO. A AERONAVE BATEU COM A PONTA DA ASA DIREITA NO CONJUNTO MAIS ALTO DE FIOS DE UMA TORRE DE ALTA TENSÃO. NO INSTANTE DA COLISÃO HOUVE UM CURTO CIRCUITO QUE CAUSOU A EXPLOSÃO DO TANQUE DESSA ASA. A AERONAVE PROSSEGUIU SUA TRAJETÓRIA POR MAIS 300 METROS, ATÉ COLIDIR CONTRA O SOLO NUM ÂNGULO DE 80 GRAUS PICADOS. A AERONAVE TEVE O MOTOR DIREITO ARRANCADO E A MESMA COLIDIU VIOLENTAMENTE CONTRA UM COQUEIRO. APÓS ISSO, CONTINUOU SE DESINTEGRANDO POR MAIS 50 METROS, TENDO A ASA ESQUERDA DOBRADA SOBRE A FUSELAGEM. A AERONAVE FOI TOTALMENTE DESTRUIDA PELO FOGO. O PILOTO TEVE MORTE INSTANTÂNEA.

FATORES CONTRIBUINTES

FATOR NÍVEL CONTRIBUIÇÃO
ATITUDE CONTRIBUIU
PROCESSO DECISÓRIO CONTRIBUIU
CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS ADVERSAS CONTRIBUIU
INDISCIPLINA DE VOO CONTRIBUIU
PLANEJAMENTO DE VOO CONTRIBUIU
SUPERVISÃO GERENCIAL CONTRIBUIU

RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA

NÚMERO RS DATA RECOMENDAÇÃO(ÕES) DESTINATÁRIO
136/D/09 05/08/2009 2.Realizar auditoria de acompanhamento operacional na empresa TOK TÁXI AÉREO, a fim de verificar a aderência dos procedimentos operacionais da empresa aos requisitos de segurança estabelecidos na legislação aeronáutica. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL
135/D/09 05/08/2009 1.Divulgar os ensinamentos colhidos desta investigação aos operadores de táxi aéreo e de transporte de malotes, a fim de evitar a recorrência de novos acidentes. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL