Recomendações de Segurança para o relatório: A-546/CENIPA/2015 / PRSEK

Dados da Ocorrência
19/08/2011
19:48:00 UTC
MACAÉ - RJ
DESTRUÍDA
PRSEK - HELICÓPTERO
AGUSTA
AW139
ACIDENTE

Histórico da Ocorrência

A AERONAVE REALIZAVA UM VOO DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DA PLATAFORMA P-65 PARA O AERÓDROMO DE MACAÉ (SBME), EM OPERAÇÃO OFFSHORE NA BACIA DE CAMPOS, SOB REGRAS DE VOO VISUAL, COM DOIS TRIPULANTES E DOIS PASSAGEIROS A BORDO. APÓS A DECOLAGEM, TODO O CONJUNTO DO ROTOR DE CAUDA (RC), INCLUINDO A CAIXA DE TRANSMISSÃO TRASEIRA (TAIL GEAR BOX - TGB), DESPRENDEU-SE DA AERONAVE. A AERONAVE ENTROU EM ATITUDE ANORMAL ATÉ COLIDIR CONTRA O MAR.

FATORES CONTRIBUINTES

FATOR NÍVEL CONTRIBUIÇÃO
FABRICAÇÃO CONTRIBUIU
PROJETO CONTRIBUIU
PROJETO INDETERMINADO

RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA

NÚMERO RS DATA RECOMENDAÇÃO(ÕES) DESTINATÁRIO
A-546/CENIPA/2015 - 01 22/06/2017 Reavaliar, em conjunto com a EASA e a AGUSTA, o processo de certificação do helicóptero AW139 em relação ao cumprimento da seção JAR 29.695 (b), de forma a considerar a necessidade de duplicidade da TRSOV nos dois sistemas hidráulicos. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL
A-546/CENIPA/2015 - 02 22/06/2017 Reavaliar, em conjunto com a EASA e a AGUSTA, os testes previstos na TRSOV, realizados ao término da produção, com a finalidade de verificar a sua confiabilidade diante das condições enfrentadas no acidente em questão. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL
A-546/CENIPA/2015 - 03 22/06/2017 Verificar, em conjunto com a EASA e AGUSTA, no programa de instrução da aeronave AW139 recomendado, a necessidade de incluir exercícios que adestrem os tripulantes com relação às forças laterais de inércia de alta intensidade que ocorrem em caso de falha do rotor de cauda em altas velocidades. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL
A-181/CENIPA/2011 25/08/2011 Tendo em vista a emissão do Boletim Técnico n° 139-265 pela Agusta, a emissão da Diretriz de Aeronavegabilidade de Emergência AD n° 2011-0156-E pela EASA, os reportes de dificuldades em serviço e os fatos conhecidos até o presente momento em relação às pás do rotor de cauda do helicóptero modelo AW139, avaliar junto à Autoridade Primária de Certificação (EASA) se as medidas mitigadoras adotadas são suficientes para assegurar um controle adequado das falhas nas referidas pás e permitem que a aeronave seja operada no Brasil em conformidade com os requisitos de certificação de tipo aplicáveis. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL