Recomendações de Segurança para o relatório: A-149/CENIPA/2016 / PRLFA

Dados da Ocorrência
14/11/2016
14:30:00 UTC
TRIUNFO - RS
SUBSTANCIAL
PRLFA - AVIÃO
CESSNA AIRCRAFT
A188B
ACIDENTE

Histórico da Ocorrência

A AERONAVE DECOLOU DA PISTA DE MONTENEGRO, RS (SSNG), PARA FAZER UM VOO LOCAL, COM POSTERIOR POUSO NA PISTA DA FAZENDA ÁVILA, EM TRIUNFO, RS. A AERONAVE ESTAVA COM A SUA INSPEÇÃO ANUAL DE MANUTENÇÃO (IAM) VENCIDA DESDE 16JAN2016, E O CERTIFICADO DE AERONAVEGABILIDADE (CA) VENCIDO DESDE 10FEV2016. O PILOTO, POR SUA VEZ, ESTAVA COM SUAS HABILITAÇÕES DE AVIÃO MONOMOTOR TERRESTRE (MNTE) E PILOTO AGRÍCOLA - AVIÃO (PAGA) VENCIDAS DESDE JUN/2012, E O CERTIFICADO MÉDICO AERONÁUTICO (CMA) VENCIDO DESDE 08JUL2014. SEGUNDO ALEGAÇÃO DO PILOTO, NA CORRIDA DE DECOLAGEM NA FAZENDA ÁVILA, APÓS TER PERCORRIDO 50M, HOUVE UM SÚBITO ABAIXAMENTO DA ASA ESQUERDA, COM A QUEBRA DA PERNA ESQUERDA DO TREM DE POUSO PRINCIPAL. LOGO EM SEGUIDA, TAMBÉM OCORREU A QUEBRA DA PERNA DO TREM DE POUSO DIREITO. EM CONSEQUÊNCIA, A HÉLICE COLIDIU CONTRA O SOLO E A AERONAVE PAROU NA PISTA. O PILOTO DECLAROU QUE HOUVE QUEBRA DAS LÂMINAS DE AMBAS AS PERNAS DO TREM DE POUSO PRINCIPAL, DANOS NA CAIXA DE ALIJAMENTO (HOPPER), AVARIAS NA CARENAGEM INFERIOR DO MOTOR E O DOBRAMENTO DAS PÁS DA HÉLICE PARA TRÁS. O PILOTO SAIU ILESO. A OCORRÊNCIA NÃO FOI COMUNICADA AO SIPAER PELO OPERADOR. O SERIPA V SÓ TOMOU CONHECIMENTO DESTE FATO EM 22NOV2016, POR MEIO DE UMA DENÚNCIA RECEBIDA DO NÚCLEO REGIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL DE PORTO ALEGRE (NURAC/PA). NÃO FOI POSSÍVEL AVALIAR REALMENTE OS DANOS QUE A AERONAVE TEVE, POIS ESTA FOI REMOVIDA DO LOCAL SEM AUTORIZAÇÃO DO COMANDO INVESTIGADOR. ALIADO A ISSO, A AÇÃO INICIAL DE INVESTIGAÇÃO SOMENTE FOI REALIZADA NOVE DIAS APÓS O ACIDENTE, QUANDO A AERONAVE JÁ SE ENCONTRAVA EM RECUPERAÇÃO (FIGURA 1). FOI CONSTATADO O DESCUMPRIMENTO DAS NORMAS DO SIPAER, PARTICULARMENTE DA NSCA 3-13, DE 2014, E DO CÓDIGO BRASILEIRO DE AERONÁUTICA.

FATORES CONTRIBUINTES

FATOR NÍVEL CONTRIBUIÇÃO

RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA

NÚMERO RS DATA RECOMENDAÇÃO(ÕES) DESTINATÁRIO