Recomendações de Segurança para o relatório: 158/CENIPA/2016 / PTUOD

Dados da Ocorrência
04/12/2016
12:00:00 UTC
SANTA VITÓRIA DO PALMAR - RS
DESTRUÍDA
PTUOD - AVIÃO
NEIVA INDUSTRIA AERONAUTICA
EMB-202
ACIDENTE

Histórico da Ocorrência

A AERONAVE DECOLOU DE UMA PISTA NÃO HOMOLOGADA EM SANTA VITÓRIA DO PALMAR, RS, PARA FAZER VOOS DE APLICAÇÃO DE DEFENSIVO AGRÍCOLA EM UMA LAVOURA DE SOJA, DISTANTE 10KM, SEM PLANO DE VOO E COM APENAS O PILOTO A BORDO. DURANTE A APLICAÇÃO, AO FAZER UMA CURVA DE REVERSÃO PARA O ARREMATE FINAL DA ÁREA, E VOANDO ABAIXO DE CABOS DE ALTA TENSÃO DE TORRES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA, OCORREU A COLISÃO DA ASA ESQUERDA CONTRA DOIS FIOS SITUADOS A 19 METROS DE ALTURA. HOUVE O SECCIONAMENTO DA ASA E A AERONAVE PERDEU ALTURA ATÉ A SUA COLISÃO CONTRA O SOLO, 57 METROS À FRENTE, RESULTANDO EM CAPOTAMENTO E PARADA FINAL NO DORSO (FIGURA 1). A AERONAVE FICOU DESTRUÍDA, COM SEPARAÇÃO DAS SUPERFÍCIES DE COMANDO, DESLOCAMENTO DO BERÇO DO MOTOR, FLEXÃO DAS PÁS DA HÉLICE E AVARIAS SUBSTANCIAIS NO TREM DE POUSO E NA FUSELAGEM (FIGURA 2). O PILOTO FALECEU NO LOCAL, VÍTIMA DE TRAUMAS CRÂNIO-ENCEFÁLICO E TORÁCICO. A OCORRÊNCIA NÃO FOI COMUNICADA AO SIPAER PELO OPERADOR. O SERIPA V SÓ TOMOU CONHECIMENTO DESTE ACIDENTE POR MEIO DE UMA LIGAÇÃO TELEFÔNICA FEITA PELA BRIGADA MILITAR DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR AO SALVAERO-CW. A EMPRESA CHUÍ AVIAÇÃO AGRÍCOLA LTDA. UTILIZAVA O AERÓDROMO DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR (SSVP) COMO SUA BASE OPERACIONAL PARA HANGARAGEM, POUSOS E DECOLAGENS. TODAVIA, ESTE AERÓDROMO NÃO ESTAVA MAIS HOMOLOGADO PARA POUSOS E DECOLAGENS, POIS SUA PORTARIA DE REGISTRO HAVIA SIDO CANCELADA PELA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL (ANAC) E SEU DESIGNATIVO NÃO CONSTAVA MAIS NO ROTAER, NEM MESMO EM NOTAM. DURANTE A AÇÃO INICIAL, FOI CONSTATADO QUE A AERONAVE ESTAVA COM O CERTIFICADO DE AERONAVEGABILIDADE (CA) SUSPENSO PELA ANAC - CÓDIGO 7 (NÃO CUMPRIMENTO DE NCIA), A BOMBA DE COMBUSTÍVEL E O STARTER ESTAVAM SEM PLAQUETA DE IDENTIFICAÇÃO, E O GOVERNADOR E A HÉLICE APRESENTAVAM IDENTIFICAÇÃO EM DESACORDO COM O RBAC 45. DA MESMA FORMA, A BOMBA INJETORA COM REGISTRO DE INSTALAÇÃO EM 02DEZ2015 (RSA 10ED1, S/N 70272208) NÃO CONDIZIA COM A QUE ESTAVA INSTALADA NA AERONAVE NO DIA DO ACIDENTE (RSA10ED1, S/N 2524422-9). ALÉM DISSO, A EMPRESA AGRÍCOLA ESTAVA OPERANDO SEM POSSUIR UM CERTIFICADO DE OPERADOR AGRÍCOLA (COA) EMITIDO PELA ANAC E NÃO TINHA AS CADERNETAS DE MOTOR, HÉLICE E CÉLULA ANTERIORES À DATA DA COMPRA DA AERONAVE, NÃO EXISTINDO NENHUM REGISTRO HISTÓRICO DOS SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO REALIZADOS ANTES DA SUA CHEGADA À EMPRESA. VERIFICOU-SE, TAMBÉM, QUE AS CADERNETAS DA AERONAVE ESTAVAM DESATUALIZADAS E QUE A EMPRESA NÃO ESTAVA CUMPRINDO O PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREVISTO PELO FABRICANTE. CONSTATOU-SE, AINDA, QUE ESTA AERONAVE HAVIA SOFRIDO UM ACIDENTE EM 09AGO2011, TENDO SIDO RECOLHIDA, NA ÉPOCA, À SEGURADORA. DIANTE DE TAIS NÃO-CONFORMIDADES, TORNA-SE INÓCUA, DO PONTO DE VISTA DA SEGURANÇA DE VOO, QUALQUER TENTATIVA DE ELUCIDAR A OCORRÊNCIA.

FATORES CONTRIBUINTES

FATOR NÍVEL CONTRIBUIÇÃO

RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA

NÚMERO RS DATA RECOMENDAÇÃO(ÕES) DESTINATÁRIO