Recomendações de Segurança para o relatório: A-127/CENIPA/2018 / PPMMR

Dados da Ocorrência
27/07/2018
15:30:00 UTC
SÃO FÉLIX DO XINGU - PA
DESTRUÍDA
PPMMR - AVIÃO
CESSNA AIRCRAFT
210L
ACIDENTE

Histórico da Ocorrência

A AERONAVE DECOLOU DE PISTA NÃO REGISTRADA NA LOCALIDADE DE BARRA MANSA, NO MUNICÍPIO DE SÃO FÉLIX DO XINGU, PA, COM DESTINO AO AERÓDROMO DE OURILÂNDIA DO NORTE (SDOW), PA, POR VOLTA DAS 15H30MIN (UTC), A FIM DE TRANSPORTAR PESSOAL, COM DOIS PILOTOS E TRÊS PASSAGEIROS A BORDO. SEGUNDO RELATOS, LOGO APÓS A DECOLAGEM, HOUVE FALHA DO MOTOR. O PILOTO TENTOU FAZER UM RETORNO AO LOCAL DE DECOLAGEM, PORÉM SEM ÊXITO. A AERONAVE EFETUOU UM POUSO FORÇADO EM ÁREA DE SELVA. O PRIMEIRO IMPACTO OCORREU CONTRA UMA ÁRVORE DE 9M DE ALTURA EM UM ÂNGULO DE, APROXIMADAMENTE, 17º. EM SEGUIDA, HOUVE A COLISÃO DA EXTREMIDADE DA ASA DIREITA CONTRA OUTRA ÁRVORE. TAL IMPACTO GEROU O CISALHAMENTO DESSE COMPONENTE E INICIOU O FOGO QUE CONSUMIU A AERONAVE. A AERONAVE FICOU DESTRUÍDA. UM PASSAGEIRO SOFREU LESÕES GRAVES, DOIS TRIPULANTES E DOIS PASSAGEIROS SOFRERAM LESÕES FATAIS. A AUTORIDADE DE INVESTIGAÇÃO SIPAER FOI NOTIFICADA PELO SALVAERO AMAZÔNICO, CERCA DE QUATRO HORAS APÓS A OCORRÊNCIA. O PILOTO ESTAVA COM O CERTIFICADO MÉDICO AERONÁUTICO (CMA) VENCIDO DESDE 01AGO2007 E A HABILITAÇÃO DE AVIÃO MONOMOTOR TERRESTRE (MNTE) VENCIDA DESDE JANEIRO DE 2007. O COPILOTO, QUE OCUPAVA A CADEIRA DA DIREITA E NÃO ESTAVA NOS COMANDOS NO MOMENTO DO ACIDENTE, POSSUÍA O CMA E A HABILITAÇÃO MNTE VÁLIDOS. NÃO FOI POSSÍVEL VERIFICAR A EXPERIÊNCIA RECENTE DO PILOTO PARA A OPERAÇÃO DA AERONAVE, CONFORME PREVISTO NO ITEM 61.21 DO REGULAMENTO BRASILEIRO DE AVIAÇÃO CIVIL (RBAC) 61. A INSPEÇÃO ANUAL DE MANUTENÇÃO (IAM) DA AERONAVE ESTAVA VENCIDA DESDE 10AGO2017. NÃO FOI POSSÍVEL LEVANTAR AS HORAS TOTAIS DE VOO DA AERONAVE, POIS O DIÁRIO DE BORDO E AS CADERNETAS DE CÉLULA, MOTOR E HÉLICE NÃO FORAM ENCONTRADOS. O CERTIFICADO DE AERONAVEGABILIDADE (CA) ESTAVA SUSPENSO POR IRREGULARIDADE NO REGISTRO AERONÁUTICO BRASILEIRO (RAB) DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL (ANAC) DESDE 31AGO2017. FOI IDENTIFICADO QUE O PROPRIETÁRIO/OPERADOR QUE CONSTAVA NO RAB NÃO ESTAVA ATUALIZADO. O PILOTO ERA O PROPRIETÁRIO DE FATO DA AERONAVE E FALECEU NA OCORRÊNCIA. DE ACORDO COM O SISTEMA INTEGRADO DE INFORMAÇÕES DA AVIAÇÃO CIVIL (SACI) DA ANAC, FOI EMITIDO OFÍCIO Nº 1448/2017 DA JUSTIÇA FEDERAL, DATADO DE 31AGO2017, COM ORDEM JUDICIAL DE APREENSÃO, BLOQUEIO E IMPEDIMENTO DE VOO PARA O PP-MMR.

FATORES CONTRIBUINTES

FATOR NÍVEL CONTRIBUIÇÃO

RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA

NÚMERO RS DATA RECOMENDAÇÃO(ÕES) DESTINATÁRIO